Nossa cidadeReligião

Província Franciscana do Nordeste realiza Capítulo em Canindé

228visualizações

A Província Franciscana de Santo Antônio de Santo Antônio do Brasil vai realizar seu Capítulo no mês de janeiro, na cidade de Canindé. O encontro reunirá Frades Menores de todo o Nordeste que se encontram a cada três anos.

O Capítulo Provincial segundo as Constituições Gerais (CCGG) é um espaço para “analisar o estado atual da vida e atividade dos irmãos da Província, procurar propor meios oportunos de melhorias e crescimento, deliberar e de comum acordo tomar decisões sobre novas iniciativas e assuntos de maior importância, bem como realizar as eleições”.

Em outras palavras, trata-se de uma Assembleia que privilegia a revisão e planejamento da vida e missão como frades menores no Nordeste do Brasil, na Missão entre os índios Tiriyós (extremo norte do Pará) e nas duas casas da Alemanha.

Para o Capítulo 2021 foi escolhido como tema “Amar, confiar e comprometer-se” e o lema “Reconhece tua vocação ( I Cor. 1,26)”, “Cessem as palavras e falem as obras (Santo Antônio)”. “Somos chamados como irmãos menores a reconhecer a nossa Vocação, baseada no testemunho e no Evangelho. O tema e o lema foram escolhidos a partir do envio de sugestões feitas pelas fraternidades de nossa Província”, explica a página da Província no Instagram.

Nas redes sociais será utilizada a hashtag #cp2021

Saiba mais sobre a história dos Capítulos dos frades

Desde o século VIII, os monges beneditinos se reuniam, depois da Hora Prima, para escutar a leitura de um “capítulo” (capitulum) da Regra dos Monges de São Bento. Pouco a pouco, essa reunião da comunidade monástica começou a ser chamada de “capítulo” (do mosteiro), e o lugar em que reuniam, de “sala capitular”.

Nos mosteiros havia dois tipos de capítulo. Um consultivo: o Abade ou Abadessa pedia o conselho da comunidade a respeito de algum assunto. O outro era formativo: o Abade ou a Abadessa fazia um comentário sobre o significado de um trecho da Regra, apenas lido.

O “Capítulo geral” foi criado pelos monges cistercienses, em 1195. Todos os Abades cistercienses reuniam-se uma vez por ano na Abadia de Citeaux (França). Em 1215, o IV Concílio Latrão (cânone 18) estabeleceu que todas as Ordens religiosas celebrassem “capítulos”, de determinados a determinados anos (anual, trienal, etc.), seguindo o exemplo dos cistercienses, com o objetivo de promover a reforma da vida religiosa.

Assim, a palavra “capítulo”, nos tempos de São Francisco, já havia adquirido um significado e gozava de longa e variada tradição. De 1209 a 1217, aproximadamente, se celebrava um “Capítulo geral” duas vezes por ano: na Festa de Pentecostes (maio-junho); e na festa de São Miguel (29 de setembro). Mais tarde, (1218-1223), os Ministros da Itália e regiões vizinhas celebravam cada ano um Capítulo em Pentecostes e, cada ano, celebravam-se também “capítulos provinciais” na Festa de São Miguel. A cada três anos, os Ministros das Províncias “além dos Alpes” participavam do “Capítulo Geral”, na Porciúncula.

Hoje, a Ordem dos Frades Menores estabelece um Capítulo na Província ou Custódia a cada três anos e um Capítulo geral a cada seis anos.

Com informações da página da Província Franciscana de Santo Antônio do Brasil

Fonte: Santuário de Canindé