PolíticaRegião

Caridade terá nova eleição após TSE negar registro de prefeita eleita

513visualizações

Presidente da Câmara deve assumir até a posse do novo eleito

O plenário virtual do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em Brasília, manteve por 7 votos a 0, nesta sexta-feira (18), em votação remota, o indeferimento de candidatura da prefeita eleita em Caridade/CE, Simone Tavares (PDT).

A candidata teve o registro indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), no dia 18 de novembro e cinco dias depois o TRE negou o acordão, mantendo o indeferimento. A defesa recorreu ao TSE que concluiu a votação hoje. Em parecer, o vice-procurador-geral eleitoral Renato Brill de Góes, recomendou ao TSE a manutenção do indeferimento do registro de candidatura.

De relatoria do ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, os ministros decidiram por unanimidade seguir o voto do relator e negar o registro de candidatura de Simone Tavares, considerando a candidata inelegível com base na Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar nº 64/90). Com isso, os votos foram anulados e o município terá nova eleição, com data ainda a ser definida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará.

O presidente da Câmara deve assumir o cargo no dia 1 de janeiro, até o novo prefeito (a) que será eleito tomar posse.

Simone foi eleita com 7.219 votos (52,51%), o segundo colocado João Xerez, que foi o autor do pedido de impugnação da candidatura de Simone, teve 6.528 votos (47,49%).

Fonte: Canindé online