Nossa cidade

Saúde anuncia vacinação da população entre 18 e 59 anos junto com prioritários

680visualizações

Decisão de iniciar a vacinação da população em geral decorre de uma demanda diminuída de grupos prioritários elencados no plano de imunização.

Vacinação contra Covid-19 na quadra do Cacique de Ramos, no Rio de Janeiro
Foto: Alexandre Silva/Fotoarena/Estadão Conteúdo (9.abr.2021)

O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira (28) o início da vacinação contra Covid-19 da população com idades entre 18 e 59 anos, em ordem decrescente de idade.

As novas diretrizes do Plano Nacional de Imunização (PNI) vão ser detalhadas em entrevista nesta tarde por integrantes do ministério.

A decisão de iniciar a vacinação da população em geral, segundo a pasta, decorre de uma demanda diminuída de grupos prioritários elencados no plano de imunização.

A pasta vai continuar a vacinação de grupos prioritários ao mesmo tempo que ampliará a imunização para a maior parte da população.

“Porém de maneira concomitante, será iniciada a vacinação da população geral (18 a 59 anos), de maneira escalonada e por faixas etárias decrescentes, até o atendimento total da população brasileira acima de 18 anos”, disse a nota técnica do ministério.

Grupo prioritário

População estimada

1 – Pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas – 160.472
2 – Pessoas com Deficiência Institucionalizadas – 6.472
3 – Povos indígenas Vivendo em Terras Indígenas – 413.739
4 – Trabalhadores de Saúde – 6.846.836
5 – Pessoas de 90 anos ou mais – 893.873
6 – Pessoas de 85 a 89 anos – 1.299.948
7 – Pessoas de 80 a 84 anos – 2.247.225
8 – Pessoas de 75 a 79 anos – 3.614.384
9 – Povos e Comunidades tradicionais Ribeirinhas – 521.606
10 – Povos e Comunidades tradicionais Quilombolas – 1.143.973
11 – Pessoas de 70 a 74 anos – 5.408.657
12 – Pessoas de 65 a 69 anos – 7.349.241
13 – Pessoas de 60 a 64 anos – 9.383.724
14 – Pessoas com comorbidades e deficiência permanente cadastradas no BPC; gestantes e puérperas com comorbidades – 19.686.207
15 – Pessoas com Deficiência Permanente (18 a 59 anos) sem cadastro no BPC – 6.281.581
16 – Pessoas em Situação de Rua (18 a 59 anos) – 140.559
17 – Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade e População Privada de Liberdade – 862.915
18 – Trabalhadores da Educação do Ensino Básico (creche, préescolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA) – 2.707.200
19 – Trabalhadores da Educação do Ensino Superior – 719.818
20 – Forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas – 969.142
21 – Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros – 678.264
22 – Trabalhadores de Transporte Metroviário e Ferroviário – 73.504
23 – Trabalhadores de Transporte Aéreo – 116.529
24 – Trabalhadores de Transporte de Aquaviário – 41.515
25 – Caminhoneiros – 1.241.061
26 – Trabalhadores Portuários – 111.397
27 – Trabalhadores Industriais – 5.323.291
28 – Trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos – 227.567

“Portanto, deve-se manter a vacinação dos grupos prioritários, conforme previsto no PNO e Estados e Municípios que não apresentam demanda ou tenham demanda diminuída para vacinação dos grupos com maior vulnerabilidade e trabalhadores de educação, poderão pactuar em Comissão Intergestores Biparte a adoção imediata da estratégia de vacinação segundo a faixa etária em ordem decrescente de idade garantindo o percentual para continuidade da vacinação dos demais grupos prioritários”, destacou o documento.

Fonte: CNN #covid19 #saúde #vacinação #grupos #caninde #canindenews