Home Brasil MEI, dez anos depois: o que melhorou, qual o cenário e o que há de melhor no mercado

MEI, dez anos depois: o que melhorou, qual o cenário e o que há de melhor no mercado

8 leitura mínima
0
0
75

Uma década após a regularização do microempreendedor individual, conheça cinco serviços que surgiram para a facilitar a vida de quem decidiu investir no próprio negócio

São Paulo, agosto de 2019. Desde a sua formalização na legislação brasileira, o registro de microempreendedor individual tem fomentado o empreendedorismo e o trabalhador autônomo no Brasil. De lá até então, muita coisa mudou, uma série de incentivos foram gerados, alguns setores foram mudaram  de patamar pelo ingresso do MEI e todo um mercado voltado para essa solução foi criado, uma saída simples para pequenos negócios que querem desabrochar.

Na carona desse processo surgiu a MEI Fácil, uma empresa com o objetivo de trazer inclusão financeira, de forma que possibilite ao pequeno empreendedor acesso a serviços financeiros essenciais para se tocar o negócio. O impacto foi enorme, uma vez que a acessibilidade desses pequenos autônomos a serviços financeiros apresenta grave limitação – de acordo com dados levantados pela própria MEI Fácil, cerca de 70% dos microempreendedores possui uma conta bancária pessoa física ou poupança para lidar com o negócio e quase 90% não utilizam formas alternativas de pagamento, como maquininha de cartão.

Ao pensar nos próximos dez anos, idealizador da startup enxerga cenário promissor. “Vemos um mercado com grande margem para crescer. O MEI tem muito potencial, mas precisa de amparo, soluções e informatização, algo no qual temos nos especializado cada vez mais, criando canais como a TV MEI Fácil (focada na gestão financeira e burocrática) e o Zap do MEI (programa de educação coletiva por WhatsApp) )”, salienta Marcelo Moraes, CEO da MEI Fácil.

Entre uma série de serviços importantes e que ajudam o MEI a crescer, a MEI Fácil elencou os cinco principais serviços que ela oferta e que possuem grande penetração entre os mais diversos setores:

  • Abertura de MEI

A startup auxilia que, através de seu app ou site, o empreendedor faça seu cadastro como MEI em pouquíssimos minutos, preenchendo perguntas básicas. Toda a parte burocrática mais complexa fica a cargo da própria MEI Fácil..

  • Educação Financeira 

Educação financeira é fundamental para que o empreendedor consiga tocar seu negócio de maneira eficiente. A MEI Fácil traz conteúdos sobre finanças pessoais, gestão, dentre outros, através de seu canal no YouTube (TV MEI Fácil) e pelo seu app. Além disso, também disponibiliza a ferramenta “Zap do MEI”, que já educou por WhatsApp mais de 100 mil empreendedores em temas-chave de gestão e finanças.

  • Apoio à burocracia 

A MEI Fácil também disponibiliza uma gama de serviços gratuitos que permitem o empreendedor manter o seu negócio em dia, como emissão de Nota Fiscal, acesso às guias de imposto, aos documentos da empresa, além da declaração anual de faturamento do MEI.

  • Serviços financeiros

Através do app da MEI Fácil, o MEI consegue ter acesso a uma série de serviços financeiros que contemplam seu negócio do início ao fim, e que farão parte sua rotina. Entre eles, estão instrumentos de recebimento, como possibilidade de gerar um boleto bancário, um link para pagamento ou então mesmo uma maquininha de cartão.

  • Conta digital

Produtos ainda em desenvolvimento, a MEI Fácil já começa a implementar sua própria conta digital, na qual os microempreendedores poderão organizar suas próprias finanças e unificar seus recebimentos.

Sobre a MEI Fácil
A MEI Fácil foi fundada em janeiro de 2017 com o objetivo de ser a grande parceira do microempreendedor individual. A empresa, que possui clientes ativos em 99% dos municípios do Brasil,  já atende quase 1 milhão de empreendedores e oferece auxílio em processos como a obtenção de CNPJ, notas fiscais, além de serviços financeiros simplificados e de baixo custo. Ela foi recentemente premiada pela Universidade de Columbia, nos EUA, como referência global em negócios de impacto, primeira vez que uma startup da América Latina ganha o prêmio.

Informações para a imprensa

Máindi

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por redacao
Carregar mais Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

UNILAB FAZ VISITA AO POLO UAB – CANINDÉ

1º curso de especialização Uma comitiva da Universidade da Integração Internacional da Lus…